Make your own free website on Tripod.com
Voltar INÍCIO LITERATURA ACTUALIDADE EDUCAÇÃO INFORMÁTICA ARQUIVO MEMÓRIA MAPA

 

Agustina Bessa Luís

 

PRÉMIOS
BIBLIOGRAFIA

 

Maria Agustina Bessa Luís nasceu em Vila Meã, Amarante (região do Douro), em 15/10/1922. O pai era proprietário rural e ela passou a infância e adolescência nesta região. Por esse motivo é sobretudo o ambiente rural de Entre Douro e Minho que encontramos nas suas obras.

Entre 1945 e 1948 viveu em Coimbra, mas em 1950 fixou-se definitivamente no Porto. Para além de uma vasta obra literária, ao longo da sua vida colaborou em numerosas publicações periódicas.

Foi membro do conselho directivo da Comunitá Europea degli Scrittori (Roma, 1961-1962). Entre 1986 e 1987 foi Directora do diário O Primeiro de Janeiro (Porto). Entre 1990 e 1993 assumiu a direcção do Teatro Nacional D. Maria II (Lisboa) e foi membro da Alta Autoridade para a Comunicação Social.

É membro da Academie Européenne des Sciences, des Arts et des Lettres (Paris), da Academia Brasileira de Letras e da Academia das Ciências de Lisboa. Foi agraciada com a Ordem de Sant'Iago da Espada (1980), a Medalha de Honra da Cidade do Porto (1988) e a "Ordre des Arts et des Lettres", atribuído pelo governo francês (1989).

Vários dos seus romances foram já adaptados ao cinema pelo realizador Manuel de Oliveira: Fanny Owen ("Francisca"), Vale Abraão e As Terras do Risco ("O Convento"), "Party". O romance As Fúrias foi adaptado para teatro e encenado por Filipe La Féria no Teatro Nacional D. Maria II, em 1995.

O ambiente das suas obras de ficção remete frequentemente para o meio rural de Entre Douro e Minho, a lembrar a novelística camiliana, e a acção centra-se sobre famílias da aristocracia local, decadente. As personagens são sujeitas a uma análise psicológica profunda, mas a força que as anima é sobretudo de natureza instintiva.


Prémios

Início

Bibliografia

Início
Copyright © 1998 Jorge Santos
Topo