Make your own free website on Tripod.com
Voltar INÍCIO LITERATURA ACTUALIDADE EDUCAÇÃO INFORMÁTICA ARQUIVO MEMÓRIA MAPA

 

Páginas escolares

 


BRAGA
BRAGANÇA
PORTO
VIANA DO CASTELO
VILA REAL

No momento em que escrevo (Dezembro/98), todas as escolas de 2º e 3º ciclos e ensino secundário estão ligadas à Internet, mas a internet tarda a chegar às escolas! Confuso? — Nem por isso. A explicação é simples: todas as escolas têm acesso à internet, mas são ainda poucas as que têm uma presença activa na rede.

Para confirmar o que digo, basta percorrer a lista de endereços escolares da UARTE: é provável que em metade das tentativas encontre apenas a página gerada automaticamente pelo respectivo POP.

Foi isso que eu fiz e me proponho continuar a fazer. E dessa navegação por aquilo que se vai (ou não vai) fazendo nas nossas escolas vos darei conta nesta página. A abordagem será feita distrito a distrito e, ao menos para já, apenas incidirá sobre as escolas oficiais.

Esta primeira abordagem é, reconheco-o, muito superficial e subjectiva. Numa segunda fase, procurarei fazer uma análise mais completa com base em critérios a determinar.

No entanto, é já possível avançar alguns comentários:
1 - A maior parte das escolas de 1º ciclo estão ainda fora do projecto, mas há a promessa do Ministério da Ciência e Tecnologia de que será por pouco tempo.
2 - Cerca de metade das escolas oficiais abrangidas não se deram sequer ao trabalho de substituir a página automática gerada com a ligação ao POP respectivo. Tal facto revela pouca familiaridade dos corpos docentes e órgãos de gestão com as tecnologias de informação.
3 - A maioria das páginas activas abusa de elementos gráficos pesados, e nem sempre de bom gosto, que dificultam a abertura dos documentos. É provável que os responsáveis não se apercebem com clareza do que isso representa, porque as escolas utilizam ligações RDIS de 64 Kbps, mas a maioria dos particulares depende de modems a 28.8 Kbps. A consequência é óbvia: antes que a página inicial se forme no monitor, o internauta despreocupado suspende a transferência e passa adiante.
4 - Frequentemente, o conteúdo informativo é rudimentar, não contendo sequer o trivial: informações básicas sobre a escola.
5 - É também muito comum a inexistência de elementos identificativos do responsável da página e mesmo do endereço de correio electrónico, dificultando o contacto.

 


Copyright © 1998 Jorge Santos
Topo